983706779

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Estudo identifica 38 mil casos de bullying nas redes sociais em 5 dias

Foram consideradas todas as interações com palavras desrespeitosas e agressivas

Por Redação Administradores
 
 
Um estudo realizado pela MITI Inteligência, empresa especializada em monitoramento de redes sociais, identificou pelo menos 38 mil casos classificados como bullying nas redes sociais entre os dias 2 e 6 de abril. Foram identificadas interações contendo palavras de baixo calão relacionadas a empresas, marcas, personalidade e pessoas comuns, atribuindo inclusive nomes e referência.

Segundo Elizangela Grigoletti, gerente de inteligência e marketing da MITI Inteligência, "pessoas comuns abrem seus perfis nos canais de relacionamento, criam identidades virtuais e expõem opiniões e experiências de forma aberta e muitas vezes intempestiva. Os comentários na rede estão cada vez mais inflamados e os usuários não se intimidam ao se referir a empresas, personalidades e até pessoas de seu relacionamento utilizando os mais diversos termos pejorativos".

Para ela, as redes sociais proporcionam um ambiente de livre expressão, entretanto é necessário manter o equilíbrio e responsabilidade, "lembrando que a linha que separa o real e o virtual é cada vez mais tênue, e o que é de direito público ou privado está hoje praticamente à mercê do bom senso de cada usuário", comentou.

Hoje no Brasil existem pelo menos onze delegacias especializadas em crimes virtuais, que registram dados crescentes de denúncias e reclamações, abrindo discussão para uma outra preocupação: o reflexo das agressões virtuais em ambientes reais.


Fonte: Administradores
 
Postar um comentário
UA-15674926-13