983706779

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Brasil: executivos estão interessados em aprimorar dados de mídias sociais

SÃO PAULO – Um levantamento realizado pela IBM revelou que, no Brasil, 80% dos executivos  de marketing estão interessados no uso de tecnologias de análise de dados para poder lidar com o elevado volume de informações disponíveis nas mídias sociais. O dado é superior à média global, que é de 65%.

Este interesse pode ser explicado pelo fato de que, no País, os CMOs (Chief Marketing Officers) já aproveitam melhor a análise de dados nos programas de relacionamento com os clientes, por meio do monitoramento, em tempo real, de discussões sobre as marcas em redes sociais.

A líder da consultoria da IBM Brasil para CRM (Customer Relationship Management), Isabela Martins, explica que os brasileiros compartilham cada vez mais suas experiências por meio das redes sociais, o que lhes dá mais influência sobre as marcas.

“Esta mudança exige novas abordagens de marketing para manter a competitividade. Assim como o avanço do e-business há mais de uma década, a adoção radical da mídia social por parte dos consumidores traz desafios, mas também oportunidades para impulsionar a receita e o valor de uma marca”, acrescenta.

Fontes tradicionaisA pesquisa revela ainda que, embora os executivos reconheçam a importância da monitoração de dados em tempo real, mais de 80% utilizam fontes tradicionais de informações, como pesquisas de mercado e comparações competitivas, e 68% baseiam-se em análises de campanhas de vendas para tomar decisões estratégicas.

Além disso, os índices usados para avaliar as ações de marketing estão mudando. Aproximadamente dois terços dos CMOs acreditam que o retorno sobre o investimento (ROI) será a medida básica de resultado das ações de marketing em 2015, porém, apenas metade se considera suficientemente preparada para oferecer números concretos e assumir a responsabilidade sobre o ROI de marketing.

MundoAo analisar os dados mundiais, é possível notar que a maioria dos CMOs reconhece que existe uma mudança crítica e desafiadora no setor, mas não se sente preparada para gerenciar esta transformação, fato relacionado, em grande parte, à explosão no volume de dados e utilização de mídias sociais.

De acordo com o estudo, 82% dos executivos pretendem aumentar o uso de mídias sociais no relacionamento com clientes nos próximos três a cinco anos e apenas 26% já adotaram práticas como o rastreamento de blogs.

Menos da metade deles está monitorando opiniões de terceiros (42%) e análises de consumidores nas redes sociais (48%) para ajudar a moldar estratégias de marketing e mais de 50% consideram-se despreparados para gerenciar a mídia social e o aumento da colaboração com os clientes.

Sobre a pesquisaO levantamento foi realizado com mais de 1.700 executivos-chefe de marketing de 19 segmentos de mercado de 64 países.

Fonte: Info Money
Postar um comentário
UA-15674926-13