983706779

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Ferramentas gratuitas para monitoramento de redes sociais

Elas trazem gráficos, análises ou relatórios. São centenas de opções para quem procura saber a reputação de pessoas ou empresas na web


redes sociais
Stephanie Kohn

A comunicação entre consumidor e marca mudou muito após o surgimento das redes sociais. Atualmente as empresas encaram as mídias sociais como ferramentas essenciais para alavancar os negócios. Por meio de sites como Twitter, por exemplo, as marcas desenvolvem estratégias de divulgação, descobrem as opiniões dos clientes e constroem um relacionamento mais próximo dos consumidores.

Diversas ferramentas de monitoramento das redes sociais surgiram ao passo que a comunicação entre estes dois mundos aumentava, assim como a quantidade de agências e empresas que dispõem de softwares e métodos, que possibilitam "mensurar" a reputação online das marcas. Segundo Alessandro Barbosa Lima, CEO da E.Life, hoje é possível comprar um software de monitoramento de redes sociais por cerca de US$ 600, porém, estes programas não trazem uma análise de dados coletados e, muito menos, desenvolvem estratégias de negócios baseadas nos resultados e objetivos das empresas. "É necessário haver um cruzamento de dados, além de métodos para criar um relatório relevante e, em cima dele, bolar uma estratégia focada em inteligência", comenta.

O problema é que este tipo de serviço, que oferece, além do software, uma análise interpretativa dos dados e um planejamento estratégico, acaba se focando em empresas de grande porte, que dispõem de dinheiro suficiente para a contratação de grupos especializados. Já pequenas empresas podem contar com serviços gratuitos de monitoramento do ambiente social. Com eles, é possível entender como é a percepção da sua marca diante do público, acompanhar seus concorrentes, conhecer melhor seus próprios clientes, além daqueles outros que podem vir a ser parceiros. A diferença é que haverá um trabalho maior para entender as métricas utilizadas por cada produto e como cruzar as informações para se obter um resultado relevante e esclarecedor.

Na própria E.Life, existem dois serviços gratuitos que funcionam como aplicativos dentro das redes sociais. O Tweet Opinião, por exemplo, cria enquetes para o Twitter, que podem ser respondidas através de múltiplas escolhas e podem ter data de expiração. O Tweeli funciona como um chat dentro do Twitter e pode ajudar as empresas a criar um relacionamento mais estreito com os consumidores. Já outros serviços como o Trendistics, busca pela palavra e cria um gráfico em tempo real, mostrando quantos tuítes mencionaram o termo nas últimas horas. E o Hashtags segue o mesmo esquema, porém o filtro se baseia apenas em hashtags.

Outros serviços gratuitos, o Tweet Beep e o Twilert, enviam emails de alerta cada vez que uma certa palavra ou termo, escolhido pelo usuário, é postado no microblog. Além desses, ainda tem o Twitrratr, que busca menções de um certo perfil e as classifica em menção positiva, neutra ou negativa, e o Tweet Stats, que também cria gráficos mediante as suas estatísticas de mensagens enviadas, recebidas, menções e retuítes. Para o Twitter ainda exite o Klout, Peer Index, Twitalyzer, Twitaholic, Tweet Rank entre outros.

Também existem serviços gratuitos que analisam termos, palavras e menções em toda a internet, ou seja, podem ajudar a descobrir mais informações dentro do Facebook também, já que a rede social não conta com bons serviços gratuitos. São eles: Topsy, Google Trends, Compete e Blog Pulse. Entre os serviços pagos e, o mais importante, brasileiros, que vão entregar relatórios em português, existem o Social Media Monitor, PostX, Scup, Sharing for Social, Live Buzz, Seeker e SismoWeb e E.life.

Agora não tem mais desculpas para não inserir a sua empresa no mundo das redes sociais. Acesse, experimente e decida qual serviço te entrega a melhor solução.

Se tiver mais sugestões, deixe nos comentários!
Postar um comentário
UA-15674926-13