983706779

segunda-feira, 5 de março de 2012

Google: Ficção científica vai tornar-se realidade

 
O presidente executivo da Google, Eric Schmidt, previu ontem, em Barcelona, que os rápidos progressos da tecnologia vão em breve transformar a ficção científica em realidade.
 
Estas mudanças, disse, significam que as pessoas vão ter automóveis que dispensam condutor, vão ter robôs que podem enviar a acontecimentos a que não podem assistir presencialmente e vão poder estar num sítio sem saírem de casa.

Schmidt afirmou que a disponibilização de livros na Internet, a tradução de línguas on-line e o reconhecimento de voz pelos computadores foram coisas que aconteceram muito mais rápido do que alguém previu.

«As pessoas que prevêem que os hologramas e os carros que se conduzem sozinhos vão tornar-se realidade estão absolutamente certas», afirmou Eric Schmidt perante uma audiência de centenas de pessoas no congresso mundial da telefonia móvel, em Barcelona, o maior evento mundial do sector.

O presidente da Google disse que a investigação em curso vai levar a situações em que as pessoas podem estar em eventos, como concertos de rock, em que podem ver, ouvir e até sentir a música, ou mesmo baixar o volume se estiver demasiado alto. Tudo sem sair de casa.

Quando uma mulher na plateia afirmou temer que essa possibilidade conduza a uma certa desumanização, Schmidt respondeu, segurando o seu telemóvel no ar: «Tem um botão 'off' e está aqui do lado direito. O que eu digo é que a questão é o controlo: se não gostar da minha versão de concerto 'rock', não vou obrigá-la a ir», afirmou.

Para o responsável da Google, que está contra leis específicas que impedem a inovação, os reguladores não devem regular a tecnologia em si.

«Se têm de regular, tentem regular o resultado e não a tecnologia. Se um resultado não vos agradar, não imponham por lei uma solução técnica específica porque a tecnologia progride», afirmou.

Eric Schmidt disse mesmo que «o custo involuntário da regulamentação é por vezes uma perda de inovação».

Postar um comentário
UA-15674926-13