983706779

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Serviço de armazenamento gratuito de até 5GB é lançado pelo Google


(Foto: Reprodução)
Google lançou na terça-feira (24) o Google Drive, seu novo serviço de armazenamento, gerenciamento e compartilhamento de arquivos. A novidade oferece 5GB de armazenamento de dados gratuitamente e mais se você estiver disposto a pagar uma taxa mensal. Dá suporte para mais de 30 tipos diferentes de arquivos e inúmeras plataformas móveis e de desktop.

O Google Drive não é o único; competidores como Dropbox, Box, iCloud, SkyDrive e outros, oferecem recursos similares.  A apresentação do Google Drive é mais uma melhoria do Google Docs do que um serviço novo. Essencialmente, o Google está renomeando o Docs para Drive e modificando sua interface de usuário para ter vários novos recursos.

O Docs já permite que os usuários criem documentos, planilhas e outros arquivos. Esses arquivos podem ser editados, compartilhados, baixados, upados, etc. Nada disso mudou, só que agora os usuários do Drive, têm o mínimo de 5GB de armazenamento para usar. Há poucas diferenças que melhorem dramaticamente a utilização do serviço.


Além da adição da interface de usuário e o acesso aos arquivos com base na rede, o Google desenvolveu aplicativos dedicados às plataformas Android, Windows e OS X (um app iOS está a caminho). Esses apps dão aos usuários acesso instantâneo aos seus arquivos.


O recurso que realmente se destaca é a pesquisa. Sempre foi possível pesquisar por meio do Google Docs, mas a nova ferramenta disponível no Google Drive permite que os usuários pesquisem por várias espécies de arquivos. Poder especificar as pesquisas apenas por PDFs ou apresentação de arquivos pode melhorar os resultados e acelerar o processo.


Talvez o que seja mais interessante do que sincronização e arquivos, seja a facilidade de compartilhamento. Enviar arquivos como fotos do Google Drive para o Google+ ou Picasa é facílimo. Também é fácil enviar arquivos, incluindo músicas, documentos ou fotos, de um dispositivo Android para um drive online.


Quem se beneficiará do Google Drive? O serviço tem claramente como alvo o uso de consumo e não necessariamente o corporativo, onde as intranets são norma para o arquivamento, gerenciamento e compartilhamento de arquivos. Pequenas empresas que não podem comprar sistemas tão complexos, mas podem usar a simplicidade oferecida pelo novo serviço.


O Google Drive irá substituir os serviços semelhantes? Provavelmente alguns deles. Uma coisa é ser capaz de trocar arquivos de dispositivo para dispositivo, mas outra coisa completamente diferente é poder criar, compartilhar e colaborar em arquivos com colegas de trabalho. Para as organizações ou indivíduos que não precisam de ferramentas complexas de documentos, ficar com Dropbox ou Box faz sentido. Qualquer outra que investiu nos serviços e no Google Docs do Google, devem se focar no Google Drive. 
Postar um comentário
UA-15674926-13