983706779

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Tueddy, a rede social da moda. Literalmente


O projeto foi apresentado há cerca de duas semanas, em Dublin, e dá pelo nome de Tueddy. É direccionado para os amantes de moda e para todos aqueles que se interessam pelo “mundo dos trapos”.

O Tueddy é, em resumo, uma rede social para todos aqueles que querem “aceder às marcas” e aos estilistas, “descobrir o que vestem determinadas pessoas” e, no fundo, seguir pessoas que tenham os mesmos interesses que o utilizador, indicou o empresário catalão Marc Vidal, que dirige o projeto a partir de Londres, citado pelo jornal “La Vanguardia”.

Tal como no Facebook ou no Twitter, os utilizadores do Tueddy podem partilhar o seu estilo com os demais amigos, seguir pessoas e ser seguidos.

A rede social - que é igualmente uma aplicação para smartphones e tablets - atua também como um personal shopper, ou seja, alguém que começa a conhecer os nossos gostos, aprende com aquilo que vamos “dizendo” e nos direciona para as coleções e para os designers que acha que vão interessar mais.

Aquilo que o Tueddy pretende fazer é, segundo os seus criadores, “democratizar a moda”.
As pessoas que estão por trás deste projeto estão trabalhando há cerca de um ano na sua criação e lançamento. Mais de meio milhão de euros depois, o resultado está à vista aqui.

As dez pessoas responsáveis por tornar o projeto Tueddy numa realidade apostaram num modelo de negócio “sem comissões, nem intermediários, nem sequer publicidade associada”, escreve ainda o “La Vanguardia”. 

Postar um comentário
UA-15674926-13