983706779

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

iPhone 5 comprado no exterior será incompatível com 4G do Brasil


Frequências em que operam os três modelos do iPhone são diferentes da que será adotada no Brasil
Foto: Divulgação

Os usuários que não quiserem esperar pela lançamento do iPhone 5 no Brasil e decidirem trazer um aparelho do exterior terão um problema: as frequências de 4G adotadas pela Apple no dispositivo são incompatíveis com a que será adotada no País. "O problema é que as frequências do iPhone e do Brasil são diferentes. Existem várias bandas onde o LTE (tecnologia usada no 4G) pode operar, e não é possível fabricar um aparelho com todas as bandas", afirma o presidente da consultoria Teleco, Eduardo Tude.

Infográfico: 4G promete acelerar downloads; veja o que muda

O iPhone 5 tem conectividade 4G LTE, com capacidade de download de 100 Mbps - mais que o dobro do 3G atual, segundo a Apple. A companhia lançou três modelos diferentes de iPhone 5, para se adequar à tecnologia do 4G nos nove países onde começa a ser vendido no dia 21. Nenhum desses três modelos opera na frequência que vai ser adotada no Brasil.

A frequência adotada na tecnologia de quarta geração varia de um lugar para o outro. A adotada no Brasil, por exemplo, entre 2,5 GHz e 2,6 GHz, é a instalada em grande parte da Europa Ocidental, porém bem diferente dos EUA, onde foi adotada a faixa de 700 MHz como padrão.

No entanto, apesar de não funcionar na próxima geração da telefonia móvel, o iPhone 5 trazido do exterior poderá operar normalmente na tecnologia 3G, segundo Tude. Isso já acontece com a terceira geração do iPad. O aparelho vendido no Brasil funciona em 2,1 GHZ. Quando o 4G começar a funcionar no Brasil, a partir do ano que vem, esses aparelhos continuarão a operar somente no 3G.

Ainda não há informações sobre a chegada do iPhone 5 ao Brasil, nem se a Apple fabricará um aparelho específico para operar na faixa de frequência do 4G nacional. Contatada pelo Terra, a Apple não comentou o assunto. "Enquanto o Brasil não tiver um grande número de usuários, não vai interessar à Apple produzir um aparelho específico", avaliou Tude.

Pelo cronograma estabelecido pela Agência Nacional de Telecomunicações) Anatel, as cidades sedes da Copa das Confederações deverão ser cobertas por 4G a partir de 30 de abril de 2013, enquanto as sedes e subsedes da Copa do Mundo deverão ter o serviço a partir do fim do ano que vem. 
 
Postar um comentário
UA-15674926-13