983706779

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

9 redes sociais de nicho voltadas para carreiras



Redes sociais como FacebookTwitter e LinkedIn há muito tempo se tornaram uma ferramenta eficiente para investir em networking profissional. Mas o universo das redes de contatos digitais também não se encerra nestas três opções.

Quem busca contatos mais específicos e troca de informações e conteúdos com quem é da mesma área - e acha que os grupos nas redes citadas não dão conta por serem pulverizados – pode montar um perfil nas redes sociais de nicho. Há uma série delas voltadas para os mais diferentes ramos de atuação.

Confira 9 opções de redes que acolhem profissionais que vão de músicos a médicos passando por atletas e administradores de empresas, artistas, jornalistas e arquitetos. Elas podem ser bons instrumentos para alavancar o seu networking.


Imeds

O iMeds é uma plataforma gratuita para troca de conhecimento na área de Medicina, criada pela iShareLife, empresa especializada em soluções de internet para a área de saúde.

Acolhe médicos com CRM regularizado, estudantes e professores. Além de ampliar a rede de contatos profissionais, é possível também compartilhar artigos e trocar informações sobre casos clínicos.


Houzz


A rede social Houzz voltada para arquitetos, designers de interiores, decoradores e paisagistas começou em 2009 nos Estados Unidos, em Palo Alto, na Califórnia, e hoje já reúne mais de 1,5 milhão de profissionais e quase 900 mil fotos.

Por lá é possível postar fotos de ambientes, projetos e obras, além de participar de grupos e criar os ideabooks, onde as fotos e projetos que o usuário mais gosta ficam reunidos. Funciona ainda como um portfólio para o profssional e foiapelidada pela rede de notícias CNN como a Wikipedia do design de interiores.


Noctua

Lançado na feira Educar 2012, o Noctua nasceu com o objetivo de ser uma plataforma de colaboração entre professores e foi criada por Ronaldo Carvalho e Gonçalo Margall, sócios da Sapienti Tecnologia Educacional. “A meta é cobrir todos os níveis da docência e atualmente são atendidos professores de Educação Infantil, Fundamental, Médio e Técnico, da rede pública e privada”, diz Carvalho.

No Noctua, os professores podem trocar ideias, experiências e roteiros de aulas. Para participar é preciso pagar uma taxa, que varia entre 10 e 23 reais, de acordo com Carvalho. "Já temos 4,5 mil professores cadastrados em 6 meses de funcionamento e nosso objetivo é multiplicar esse número no próximo ano”, diz Carvalho.


SouMix

Voltada para músicos, a rede social brasileiraSouMix é diferente do MySpace porque é aberta à colaboração. As músicas podem ser criadas online por vários usuários.

Ou seja, além de ser um espaço para divulgar o trabalho, conhecer outros músicos, ouvir novas criações, os usuários da SouMix - criada pela Lector Tecnologia em Informática - podem ter suas criações editadas por outras pessoas. A ferramenta de edição pode ser restringida, assim o usuário mantém o controle sobre quem mexe nas suas criações.


Sou Administrador

A rede social brasileira Sou Administradoracolhe administradores de empresas e foi criada pelo também administrador Cristóvão Rodrigues, de Maceió. “A ideia surgiu quando eu estava na faculdade, como um meio de networking entre profissionais do meio”, diz Rodrigues.

Os usuários podem também criar blog individuais e participar de fóruns para discussão de temas relacionados a sua área de atuação. “Também é uma plataforma para cursos de curta duração”,diz Rodrigues.

A nova versão acaba de sair do forno com mudanças no layout, novos recursos, como espaço para assessorias e consultorias e a plataforma colaborativa de aprendizagem. Com isso, a média de 15 mil visitas por mês e 200 usuários cadastrados deve crescer bastante.


Sposting

A rede social Sposting surgiu neste ano é totalmente focada em esporte e acolhe atletas dos mais variados tipos. Ao todo são mais de 900 esportes catalogados e os usuários, entre atletas profissionais e técnicos, podem criar seus portfólios, compartilhar informações, conteúdos e oportunidades.

Segundo o idealizador do projeto, o médico e atleta, Victor Jun Kurita, a ideia é que a rede seja uma facilitadora sem intermediários para que empresas e atletas mantenham contato, gerando patrocínios e negócios.


DeviantART

A comunidade virtual artística funciona desde 2000 e conta com mais 7 milhões de usuários, promovendo intercâmbio cultural entre os mais variados artistas. De fotografia digital, desenhos a arte clássica e contemporânea, o DeviantART é bem democrático e uma das maiores “galerias de arte na web”.

É possível navegar com ou sem registro e há versão gratuita e paga. Um dos aplicativos mais interessantes que rodam dentro da rede é DenviantArt Muro, ferramenta de desenho em que também é possível gravar o passo a passo do processo de criação.


Comunique-se

O Comunique-se, comunidade voltada para os profissionais de comunicação, começou como site, evoluiu para portal e há um ano também se transformou em uma rede social de nicho.

A base de dados do portal tem 300 mil usuários cadastrados. Como nas outras redes sociais, é possível montar perfil, manter amigos, participar de grupos e visitar páginas corporativas.


Rede do Plástico

A Rede do Plástico lançada neste ano é voltada exclusivamente para quem atua no mercado de polímeros no Brasil. A ferramenta permite o networking entre fornecedores e clientes do setor de plásticos.

Profissionais podem criar seu perfil cm foto dados e informações das suas empresas e divulgar produtos gratuitamente. Há também uma área de agenda com eventos, feiras e congressos.

Postar um comentário
UA-15674926-13