983706779

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Firefox OS lançado na Europa e América do Sul até Junho

Um telemóvel da ZTE com Firefox OS foi exibido numa conferência de imprensa JOSEP LAGO/AFP
A TMN está na lista de operadores que se associaram ao lançamento do sistema operativo para smartphones Firefox OS, mas sem planos para comercializar a plataforma.

No Mobile World Congress, em Barcelona, o maior evento do setor, a Mozilla revelou mais pormenores sobre a plataforma para smartphones que tem estado a desenvolver e que tem uma abordagem diferente da dos rivais para o desenvolvimento de aplicações.

A organização anunciou estar a trabalhar com os fabricantes Alcatel, LG e ZTE no desenvolvimento dos primeiros aparelhos, com planos para que também a Huawei se junte ainda este ano. Já nesta segunda-feira, a Sony disse que também iria fabricar um telemóvel equipado com a plataforma, que deverá chegar ao mercado em 2014.

Os primeiros modelos – de baixa gama – serão postos à venda no segundo trimestre do ano, sobretudo a países em desenvolvimento onde o mercado é mais sensível ao preço: Brasil, Colômbia, Hungria, México, Montenegro, Polônia, Sérvia, Venezuela e ainda Espanha.

No comunicado da Mozilla, alguns dos operadores de telecomunicações citados já delineiam planos concretos para a comercialização da plataforma. A espanhola Telefónica (que desde cedo se associou ao projeto) afirmou que a disponibilizará nos mercados brasileiro, colombiano e espanhol, e a América Móvil comunicou o lançamento no México e “em todos os mercados possíveis ao longo de 2013”.

Outros operadores, porém, fizeram declarações mais vagas, em regra congratulando-se com o aparecimento de mais uma plataforma. Foi o caso da TMN. “A associação da TMN com a Mozilla para lançar o novo Firefox OS é de grande importância no mercado de telecomunicações português, já que aumenta o número de plataformas, interfaces de utilizador e ecossistemas”, afirmou o administrador responsável pelo marketing da PT, Luís Avelar. O PÚBLICO confirmou que a operadora não tem planos delineados para comercializar telemóveis com este sistema.

O Firefox OS é desenvolvido pela Mozilla, que não tem fins lucrativos e que é responsável pelo popular browser homônimo (a fundação é sobretudo financiada pela Google, responsável pelo desenvolvimento do sistema Android, que lidera o mercado de smartphones).

A plataforma permite o desenvolvimento de aplicações com linguagens usadas para criar sites e serviços online, uma estratégia com que a Mozilla pretende tornar a plataforma mais atraente para programadores. Estas aplicações poderão aceder a funcionalidades do equipamento que nas outras plataformas só podem ser usadas pelos programadores que criam as chamadas aplicações nativas, como as que se descarregam para o iPhone, para os Android e para os Windows Phone. Algumas das aplicações criadas para o Firefox OS poderão também correr no browser de smartphones com outros sistemas.

Quase todo o mercado está dominado pelo líder Android e pelo iOS, da Apple, com o Windows Phone e o BlackBerry a lutarem por pouco mais de 10% do mercado deixado pelas duas principais plataformas.

Postar um comentário
UA-15674926-13