983706779

quinta-feira, 13 de junho de 2013

A hashtag chegou, enfim, ao Facebook


Temas com o uso da hashtag, como #NBAfinals, poderão ser localizados. Posts podem ser criados a partir desse resultadosCrédito: Divulgação/ Facebook
Rede incorpora a ferramenta que passa a mostrar outros usuários e páginas que comentarem o mesmo assunto

LENA CASTELLÓN

O Facebook finalmente oficializou a adoção da hashtag em sua plataforma, algo que vinha sendo especulado entre os especialistas em mídia social. Ferramenta popularizada pelo Twitter, a tag que rastreia assuntos comuns (identificada pelo sinal gráfico #) permitirá busca sobre um determinado tema (na barra de search) compartilhado por outros usuários ou por páginas de marcas e veículos, poderá levar a outros serviços onde a conversa foi iniciada, caso do Instagram, e criar posts em cima de um assunto identificado pela hashtag ou encontrado na pesquisa. Ele entrou em operação na quarta-feira, 12, em mercados como o americano, mas dentro de duas semanas deverá estar disponibilizado para toda a base de usuários. De acordo com o Facebook, o controle da privacidade dessa informação também estará na mão do usuário. 

Para demonstrar o alcance desse recurso, a rede forneceu alguns números que deixam claro o potencial da ferramenta. No primetime da TV americana, por exemplo, há entre 88 milhões e 100 milhões de pessoas conectadas no Facebook, “uma audiência do tamanho de um Super Bowl todas as noites”. No penúltimo episódio da terceira temporada de Game of Thrones (série da HBO), foram contabilizadas 1,5 milhão de menções na rede de Mark Zuckerberg. Conforme salientam, é uma porção significativa do total de 5,2 milhões de pessoas que acompanharam o episódio. Na ocasião, um dos assuntos mais discutidos foi o "Red Wedding", como os fãs da série se referem a um dos momentos cruciais da terceira temporada. Outro dado informado pelo Facebook: no Oscar deste ano houve 66,5 milhões de interações (com likes, comentários e posts).

As explicações foram dadas no newsroom da rede e estão assinadas por Greg Lindley, gerente de produto do Facebook. Segundo ele, as hashtags “são apenas o primeiro passo para ajudar as pessoas a descobrirem o que os outros estão dizendo sobre um tema específico e participarem de conversas públicas.” Lindley conta ainda que novos recursos serão anunciados nas próximas semanas, assim como hashtags populares.

Postar um comentário
UA-15674926-13