983706779

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Startup sueca cria rede social para pescadores

A FishBrain oferece ferramentas e estatísticas para os usuários conseguirem apanhar o peixe ideal

Da Redação

Acima, gráfico de pesca exibido pela rede social (Foto: Reprodução)

Os empreendedores suecos Johan Attby, Marcus Fransson e Jens Persson não gostam que duvidem de seus relatos de pesca. E para ninguém mais duvidar de suas pescarias, eles fundarama startup FishBrain, umaAcima, gráfico de pesca exibido pela rede social (Foto: Reprodução)

rede social que permite aos usuários postarem fotos de seus peixes, trocarem experiências e apontarem os melhores locais para praticar o hobby.

A proposta parece ingênua, mas a startup já venceu a competição Slush, realizada na Finlândia, e está se expandindo para os Estados Unidos. A FishBrain já alcançou a marca de 100 mil usuários registrados. Juntos, eles postaram fotos de 50 mil peixes no anzol.

E os fãs da pesca estão ajudando a rede social. Eles doaram US$ 150 mil para a empresa estrear a versão americana do site.

SAIBA MAIS

Uma das receitas do sucesso da startup está na ligação dos povos escandinavos com o mar e a pesca. Além de oferecer espaço para os pescadores se gabarem sobre suas conquistas, a plataforma montou um banco de dados alimentado pelos usuários com informações relativas ao esporte. Por exemplo: quais as melhores técnicas a serem usadas em cada região, qual o melhor horário para pescar determinado tipo de peixe. Com base nas respostas, a FishBrain criou ferramentas estatísticas para ajudar os usuários.

Apesar de ser considerada uma startup de nicho, a FishBrain é um bom exemplo de como um negócio local pode tomar escala global por resolver um problema real de seus usuários. “Que pescador não quer conselhos para apanhar o peixe de seus sonhos?”, questionaMattiasMiksche, um dos investidores da FishBrain.

A estratégia da startup é crescer em países com grande tradição de pesca esportiva. Nos EUA, segundo a empresa, há uma estimativa de 40 milhões de entusiastas do esporte. Em seguida devem vir China, Japão e Rússia. O aplicativo da rede social está disponível para os sistemas iOS e Android.

Postar um comentário
UA-15674926-13