983706779

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Bitcoin: nove curiosidades sobre a moeda na era digital

Criado em 2008, o bitcoin já esteve envolvido em polêmicas. No entanto, aos poucos, a moeda virtual vai perdendo a má fama e, mais estável, sendo utilizada não apenas para compras virtuais, mas também em lojas e hotéis. Confira um glossário preparado pela Snapcard com os termos mais usados no sistema e entenda melhor como o bitcoin funciona.

1) Satoshi Nakamoto

Satoshi Nakamoto é o nome do criador do bitcoin. Até aí tudo bem, um japonês com um QI acima da média. Mas, não. A verdade é que ninguém nunca viu Satoshi. Não se sabe nem ao menos se esse é o nome verdadeiro, um apelido ou se ele é realmente do Japão. O criador nunca veio a público se manifestar, deu entrevistas ou participou de programas de TV.

Bitcoins (Foto: Divulgação/FISL)


2) Satoshi

É a menor parte de um bitcoin. Um bitcoin é composto de cem milhões de satoshis.

3) Bitcoin

Bitcoin é uma moeda virtual desenvolvida sob código aberto onde não está submetida a nenhum governo ou instituição financeira. Seu símbolo é o ฿ ou BTC. Todas as transações são armazenadas em um banco de dados disponível online.

4) Blockchain

Blockchain é o nome do banco de dados onde ficam armazenadas as transações. Funciona como uma espécie de contabilidade pública onde todo mundo consegue acessar o que está acontecendo. Com isso, o sistema mantém a transparência e evita fraudes, já que cada transação entre os usuários ficam gravadas e disponíveis.


5) Mineração

Há basicamente duas formas de se conseguir bitcoins: comprando com dinheiro real ou através da mineração. Como o nome sugere, a mineração funciona como um garimpo virtual. Apenas 50 blocos são lançados por vez e fragmentados pela rede. Encontrar esses fragmentos é muito difícil, exige um computador potente e paciência.

6) Pool

Grupo que se junta para minerar bitcoins. Um usuário sozinho pode demorar anos para achar um fragmento de bitcoin. Com a pool, é possível reduzir considerevalmente o tempo até dar resultado, já que mais computadores estarão trabalhando em conjunto.


7) Carteira de bitcoin

São empresas que organizam a compra e venda dos bitcoins, como se fosse uma casa de câmbio e um pouco parecido com os bancos. Com elas, além de poder comprar um bitcoin com dinheiro real e também é possível guardar a moeda. Elas também são responsáveis por fazer a intermediação entre as estabelecimentos que quiserem aceitar bitcoins como forma de pagamento. A taxa de administração chega a até 0,5%.


8) Segurança

Para manter as transações seguras, as empresas que funcionam como carteira de bitcoins utilizam uma senha única para cada usuário. Além disso as informações são criptografadas.


9) Taxa de Hash

É a quantidade de cálculos que a rede bitcoin está trabalhando. Quando a taxa de hash chega 10 Th/s, significa que ela pode processar 10 trilhões de cálculos por segundo.

Postar um comentário
UA-15674926-13